Rotas

VERÃO NA ÁFRICA DO SUL

 
Voando a partir do hemisfério norte que eu deixei a Áustria e seus “divertidos” menos 10° C. Ao descer do avião em Joanesburgo, a África do Sul me acolheu com agradáveis 22° C. Mais da metade do grupo veio um dia mais cedo e por isso passamos a noite com algumas cervejas no terasse. Todos estavam animados e ansiosos para a viagem.

clique na foto para ampliá-la
Richard e Linda prontos para a viagem!  
DIA 1: Jo’burg – Misty Mountain

Depois de ouvir mais alguns conselhos do nosso guia de turismo e fechar a mala, deixamos Jo’burg.

Seguindo para o leste, passamos por campos de trigo, cidades pequenas e até por um café em Dullstrom, capital da pesca da truta.

Era hora de colocar a capa de chuva porque a África do Sul resolveu abrir seu “grande chuveiro”. Totalmente molhado chegamos ao nosso hotel chamado “Misty Mountain” – o nome fala por si só...



DIA 2: Misty Mountain – Kruger National Park

Subindo por Long Tom Pass nós saímos da neblina e nos deparamos com o sol e uma linda paisagem a nossa frente. A antiga cidade chamada Pilgrim Rest estava convidativa para uma parada e, depois de uma boa panqueca, nós queríamos visitar a famosa Lowveld na God’s Window, mas a visão foi predicada pelo tempo nublado: as “cortinas” da God’s Window estavam fechadas. Por isso, fomos conferir a vista magnífica do Blyde River Canyon antes de irmos para Kruger National Park.

clique na foto para ampliá-la
Wolf e Karin no “Long Tom”.  
clique na foto para ampliá-la
Glenn se deliciando com sua Panqueca.  
clique na foto para ampliá-la
As cortinas fechadas na God’s Window  
clique na foto para ampliá-la
E uma linda vista na Blyde River Canyon  














clique na foto para ampliá-la
Um excelente dia...  
clique na foto para ampliá-la
... na Kruger National Park  
DIA 3: Descançando no Kruger Park

Um dia de descanço! Acordamos às 5 da manhã e logo o grupo do safari veio nos buscar. Ainda estávamos acordando e assim como nós também os animais. Somente um elefante solitário veio nos dar as boas-vindas. Mas depois do café-da-manhã a grande sensação foi poder ver todos os animais: leões, elefantes, girafas, zebras. Um depois do outro. Para coroar, um elefante e um hipopótamo aparecem no rio Sabie bem em frente a varanda do hotel. Tomar um drink e observar a vida selvagem, tem algo melhor?


DIA 4: Kruger National Park – Enzulwini Valley

Saindo de Kruger, fomos ao Sul ansiosos para entrar em Suazilândia. A fronteira demorou um pouco, mas logo que passamos as Montanhas, semelhantes aos Alpes, nos cumprimentaram à distância. Andar entre os pastos verdades repleto de vacas era como estar em um cartão postal. No sul da capital Mbambane fomos recebidos no luxuoso spa Royal Swazi, onde brindamos este grande dia!

clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la











DIA 5: Enzulwini Valley – Mkuze

Montanhas, serras, grandes estradas ao longo do caminho para a fronteira sul-africana. Depois de atravessar de volta, continuamos em direção ao nosso destino Mkuze, quase na costa leste do continente.

clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la












DIA 6: Mkuze – Shakaland

Depois de uma noite maravilhosa no Ghost Mountain Inn nós fomos para o Sul: o N2 não é o caminho mais emocionante, mas as viagens para St. Lucia ou Richards Bay valem o tempo. Acabamos em Shakaland, outra surpresa para o dia. Visitamos espetáculos culturais e descobrimos muito mais sobre os zulus e sua tradição.

clique na foto para ampliá-la
Estande de frutas em St. Lucia  
clique na foto para ampliá-la
Crocodilos em St. Lucia  
clique na foto para ampliá-la
E também hipopótamos  













clique na foto para ampliá-la
Almoço muito bom em Richards Bay  
clique na foto para ampliá-la
Pius prova a cerveja zulu  
clique na foto para ampliá-la
Enquanto Karin e Magdalena estão mais céticas.  













clique na foto para ampliá-la
Giles desafia um lutador zulu  
clique na foto para ampliá-la
Surf do bom em Salt Rock!  
DIA 7: Shakaland – Wartburg

Nosso programa da manhã foi saber mais sobre o “povo do céu”. Lutar com vara, jogar os esportes dos nativos e visitar o curandeiro foram nossas aulas da manhã antes de ir para o oceano. Em Salt Rock, Bethuel nos presenteou com um excelente piquenique. Nadar no Oceano Índico, por fim, deu uma pausa encantadora no calor.





clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la
DIA 8: Wartburg – Mtata

O que foi o passeio de domingo?! Um dos nossos dias mais longos no passeio, mas de acordo com metade do grupo também a mais bonita. Começamos em Pietermaritzburg, onde Mahatma Gandhi foi expulso do trem. Mais tarde, andando perto das montanhas de Drakensberg, ficamos fascinados pelo campo verde e simplesmente espetacular. No cair da noite tudo mudou dramaticamente: o Transkei é diferente em muitos aspectos...



clique na foto para ampliá-la
Beira-mar em East London  
clique na foto para ampliá-la
Mpekweni Beach Hotel  
DIA 9: Mtata – Mpekweni

Nublado, mas seco – este foi o tempo que encontramos quando decolamos. Quanto mais longo formos, melhor. Depois de sair de Transkei, visitamos East London – ou melhor Buffalo City – antes de chegarmos em Mpekweni, um hotel com uma localização perfeita. É sair do quarto e dar direto na praia!






clique na foto para ampliá-la
Olhando do   
DIA 10: Mpekweni – Port Elizabeth

Peguei algumas estradas fáceis, mas a maior parte do caminho foi longo! Depois de deixar este ponto espetacular a maioria do grupo passou por Grahamstown, o “país do abacaxi”, para ver a famosa câmera obscura. Rumo ao sul novamente nós tivemos um almoço maravilhoso em Kenton-on-Sea antes de chegar em Porto Elizabeth.

DIA 11: Port Elizabeth – Oudtshoorn

Um dia cheio de destaques especiais! Karin, Glen e Jeff pularam de bungee jump na ponte mais alta do mundo, recordista mundial do Guiness. Certamente uma porção extra de adrenalina! Para comemorar, Betuel preparou um piquenique fantástico em plena floresta tropical. Logo depois, fizemos um passeio excelente para Oudtshoorn.

DIA 12: Oudtshoorn – Montague

Meirings Port, Swartberg Pass, longos trechos através do Little Karoo, nuvens tomavam conta da estrada como se fossem cachoeiras e, finalmente, degustação de vinho no hotel em Montague – um dia perfeito para o final do tour!



clique na foto para ampliá-la
Diversão em Swartberg  
clique na foto para ampliá-la
Vista espetacular!  
clique na foto para ampliá-la
Nils sente saudades do seu cachorrinho!  
clique na foto para ampliá-la
Degustação de vinho com a Greta no Ashton Cellars  
 
 
 
Bookmark e Compartilhe
 

Comentários (2)

22/10/2012 16:04:26
MIGUEL JOÃO E ADRIANEZIMBROSBOMBINHASSC
otima viagem, muitos km pra vcs
 
11/5/2012 15:17:05
FERNANDA DE FREITAS
Muito legal!! Boa viagem!
 

Comente

Nome
E-mail
Comentário
Escreva a chave:
POKS
 abaixo