Rotas

O PÔR DO SOL NAS ESTRADAS

 
É interessante quando nos deparamos com situações de dúvidas ao traçarmos as nossas rotas. Às vezes tal fator deve-se as condições das estradas, locais para pernoitar, pontos de abastecimento entre outros aspectos que podem influenciar na nossa decisão. De alguma forma o que mais vislumbramos é poder aproveitar a intensidade dos momentos que se tornará único em cada viagem.

clique na foto para ampliá-la
Começamos a analisar os mapas, fazer pesquisas na internet sobre os atrativos de cada lugar, visando sempre, otimizarmos em aproveitar da melhor forma o nosso caminho. Alguns dando preferência a rotas gastronômicas, lugares exóticos para serem eternizados em fotografias, ou até aqueles motociclistas que só ao sentir o vento já se dão por satisfeitos em estar ali seguindo por infinitos quilômetros.

Pronto, a decisão está tomada! Motocicleta abastecida, malas prontas, rota definida, partida no motor, e vamos em frente... Mas será que aquilo que projetamos em termos de expectativa sobre o novo será realmente aquilo que buscamos? Por mais que já tenhamos vistos muitos pôr do sol, mas a cada novo entardecer, aquele momento onde o sol segue para outros continentes, sempre será o único a cada dia.


Sinto que a cada partida a cena se repete, vem aquela adrenalina de estar vivendo mais um momento em termos a companhia do vento, renascendo a plena sensação de estarmos mais uma vez em sintonia com aquela paixão na qual o motociclismo nos envolve.

Os quilômetros rodados começam a ficar pra traz, e a cada segundo a sensação de serenidade com a calma na alma vão se ajustando. A viagem já está tomando forma. Parece um novo filme que só tivemos acesso ao trailer com um breve resumo da história, mas a partir de determinado momento, é como se você fosse o diretor deste filme, e agora o roteiro é todo seu.


CAÇANDO O PÔR DO SOL NAS ESTRADAS

clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la













Por muitas vezes isso já aconteceu comigo, partir para um determinado destino escolhido, e quando em direção do mesmo, começo a perceber que por mais que a sensação de liberdade esteja ali me abraçando, sinto necessidade de mais, e mais. É como se tivéssemos sede, e soubéssemos que a água de cada lugar em muito pouco tempo se tornaria finita.

A partir deste estágio, cada vez mais me convenço que, “longe é um lugar que realmente não existe”.


clique na foto para ampliá-la
Aquela rota que inicialmente tinha traçado no mapa, agora é apenas uma simples referência de direção, e que o meu verdadeiro destino poderá estar mais a frente. Seja a poucos ou muito quilômetros.

E o clima da viagem ganha uma atmosfera na qual a pressa não cabe. Pronto! A sensibilidade começa a ficar mais aguçada, as paisagens vão ganhando forma, o olhar mais atento para uma boa fotografia, estradas vicinais começam a ser observadas nos seus detalhes para serem exploradas, e consequentemente as surpresas mais incríveis vão surgindo.

Saiba, por menor que seja a sua rota, ela será a mais grandiosa de todas as quais você já fez, desde que vá ao encontro de um caminho onde a intuição seja mais forte, na rota a qual o seu coração mandar.

Lembre-se, “sempre que puder, realize as suas vontades, os seus sonhos”. Já diziam, que: “Um sonho não vivido, é como uma carta que não se leu” (autor desconhecido, frase enviada por Gugu)... Uma grande verdade.


Pegue a estrada e vá caçar o seu pôr do sol, buscar mais um destino que faça parte dos seus sonhos.


Boas estradas, e siga aquilo o que diz o seu coração.


Um grande abraço,

Eduardo Wermelinger
 
 
 
Bookmark e Compartilhe
 

Comentários (22)

16/10/2012 07:27:30
WALTER CARLOS SILVA RIOS
q coisa linda estou com inveja de vc pois queriaesta ai curtindo estas viagens com vc!!! espero q mande um imail para mim para sentir-me q vc leu o meu imail...........bjs sou aqui de marco-ceara
 
9/5/2012 01:39:33
MARCELO FREIRE
Grande Edu! Belo texto... Agora sabe o que me lembra quando o pôr do sol se aproxima nas viagens? Aquela musica do Erasmo/Roberto Carlos: "Alem do Horizonte"... Sempre me pego cantarolando esta musica na solidão do meu capacete e ai é aquela hora da nostalgia, nenhuma vontade de parar, sempre continuar, continuar...
Abração!
 
16/3/2012 18:09:06
CELSO
Além do momento poético que é o pôr do sol, é a prova concreta de que, com a moto, você faz parte da paisagem... Sempre que vejo suas crônicas e suas imagens, fico muito grato por nos permitir viajar na garupa dos seus (nossos) sonhos.
Continue.
Abraço.

Celso-SP
 
8/3/2012 23:18:35
ROBERTO LEAL CARA & COROA
Foi muito bom caçar contigo um belo pôr do sol aqui em Maricá.
Boas estradas meu irmão Eduardo Wermelinger.
 
3/3/2012 22:01:20
JORGE CANCELLA
Parabéns Eduardo, excelente texto!
Me identifiquei também com o ótimo comentário do Paulo Medrado, comigo já aconteceram situações bastante parecidas; em 1986, quando rodei pela Transamazônica, pelo pouco tempo disponível, perdi a oportunidade de "curtir" muito da viagem e só me dei conta, da mesma forma que ele comentou, ou seja, quando me perguntavam sobre determinados locais ou trechos da viagem. Hoje estou aposentado e já avisei meus parceiros de viagem: "não tenho pressa", hé, hé....
 
3/3/2012 11:40:46
MARCELO ARAUJO
Sensacional Eduardo.....
 
3/3/2012 11:26:30
BRYENE GABRIELA
ola de conhesi la em nova uniao que nos desenhamos o sol que tem na sua perna espero que lenbra de mim sou bryene que nos tiramos fotos beijos
 
26/2/2012 21:15:33
SERGIO MENDEZ
Como siempre , me deleito de leer a alguien que quiere y sufre las motos y los viajes como nosotros.......felicitaciones , me siento comprendido en mis sueños.-
 
23/2/2012 08:56:32
AIRTON BIANCO
muitos destes presenciamos em viagens ao atacama!! que saudades!!!!!! diz ai foux.
 
23/2/2012 02:57:31
JU MEDEIROS
".... Parece um novo filme que só tivemos acesso ao trailer com um breve resumo da história,.... com essa frase não preciso escrever mais nada, é desligar a chave, sentar e esperar o grande astro desaparecer da vista e deixar a sombra como prova que esta ali ainda.
 
23/2/2012 00:16:57
JUAN BRANT JUAN BRANT
Usando o Google Tradutor entendo esta mensagem de português do Brasil. Parabéns nos retratos.

Eu gostei.

Brant / Davos, Switzerland
 
22/2/2012 21:28:06
ALFONSO LUGRIS
Amigo Eduardo:: Como tú soy también un enamorado de las Puestas de Sol, (POR DO SOL). Felicitaciones por el bello reportaje y gracias por esas sensacionales fotografias de los encantadores ponientes que nos regala nuestro Astro Rey en cualquier lugar de nuestro BELLO PLANETA... Un abrazo amigo.... PARABENS!!!!
 
22/2/2012 16:30:08
JAIME
Viajo sempre em seus textos e fotos, estou planejando ir ai Chui / Uruguai de falcon, estou contando os dias, abração a todos q frequentam este site do nosso amigo Edu.
 
22/2/2012 16:01:14
ANDRÉ TRAVENCOLO
Como escreveu o amigo Carlos!
A vontade neste momento é, jogar tudo pro alto, pegar a motocicleta na garagem e sair por este mundo a fora.
Abração Edu !
 
22/2/2012 13:11:09
CARLOS ALBERTO VIEIRA
Plagiando o texto:

..."Sinto que a cada partida a cena se repete, vem aquela adrenalina de estar vivendo mais um momento em termos a companhia do vento, renascendo a plena sensação de estarmos mais uma vez em sintonia com aquela paixão na qual o motociclismo nos envolve".

Simplesmente é tudo isso!

Valeu Eduardo!
 
22/2/2012 11:59:47
CARLOS BARBUTO
Lendo este texto a vontade que da eh de correr p estrada.
Lindas fotos.

Carlos Barbuto ( Itaperuna - Rj )
 
22/2/2012 10:55:01
PAULO MEDRADO
CERTA VEZ, EM 2001 QUANDO VOLTAVA PRA CASA APÓS UMA VIAGEM ONDE RODEI 9.000 KM POR UNS 25 DIAS, ME DEI CONTA QUE A MINHA CABEÇA O TEMPO TODO ESTAVA FOCADA NA DATA DE SAÍDA, QUANTOS QUILÔMETROS TINHA QUE RODAR POR DIA E A DATA A QUAL DEVERIA ESTAR DE VOLTA. PASSADO UNS MESES ALGUNS AMIGOS ME PERGUNTAVAM SOBRE O PERCURSO, DETALHES DE LUGARES, E ETC. E VI QUE NÃO TINHA RESPOSTA, COMO SE EU NÃO TIVESSE PASSADO POR NENHUMA DESTAS REGIÕES. ISSO ME LEVOU MUITO A REFLETIR QUE EM UMA VIAGEM DE MOTO NÃO É UM ENDURO OU ALGO PARECIDO, ONDE TEMOS APENAS QUE NOS PREOCUPAR COM AS MARCAS DIÁRIAS. E DALI EM DIANTE JÁ NÃO ME PREOCUPO COM DISTÂNCIAS DIÁRIAS, TEMPO PERCORRIDO, ETC.. MAS ME DEDICO EM VIVER CADA METRO DE ESTRADA. É COM ESTE APRENDIZADO, VEJO ESTE TEXTO COMO ALGO QUE NOS ATENTA OU RELEMBRA QUE A INTENSIDADE É TUDO. NÃO SÓ EM UMA VIAGEM DE MOTO, MAS COM RELAÇÃO A NOSSA VIDA.

EDUARDO, OBRIGADO POR NOS TRAZER A TONA ESTES ASPECTOS SUPER IMPORTANTES.
 
22/2/2012 10:50:46
ALE FOUX
Reforço a definição muito bem colocada do amigo ZANFORLIN, ao teu respeito EDU, parabéns. Um abraço a todos, Alexandre Foux - São Roque/SP
 
22/2/2012 10:38:30
NELCI BALDESSARI
"Saiba que por menor que seja sua rota, ela é mais grandiosa de todas as quais vc já fez, desde que vá ao encontro de um caminho onde a intuicao seja mais forte, na rota a qual o seu coracao mandar." Está formidável essa oracao. Parabéns. Ë uma prazer ler vc.
 
22/2/2012 10:30:01
OTAVIO ARAUJO GUGU
Mais uma vez o amigo Eduardo - caçador de pôr do sol - surpreende e se supera, não só pelas magníficas imagens, mas pelo verdadeiro espírito do Motociclista, conseguindo transmitir o que no fundo todos sentimos: a motocicleta seja ela qual for é apenas o instrumento que nos leva a lugares e sensações sempre renovadas.
Aceite meu fraterno moto abraço, Gugu - Taubaté/SP
 
22/2/2012 10:22:46
FERNANDO ZANFORLIN
Difícil separação, do fotografo, do escritor e do motociclista. Tudo bem misturado deu no que deu, a qualidade , o amigo Eduardo Wermelinger. Abraços
 
22/2/2012 10:19:33
GILBERTO FRIAS
Eduardo, você tem uma característica muito especial no seus textos. Não faz menção as "bravatas" com a motocicleta, e somente aborda as situações vividas fazendo do motociclismo uma verdadeira poesia. E lógico que todos sabemos que estas suas experiências aqui relatadas, a motocicleta é a "ferramenta" que tem te proporcionado estes momentos incríveis.
Continue assim, seus textos e fotos, é como se fosse o combustível para nossa inspiração em pegarmos as estradas. Um abração. Gilberto Frias (São Paulo)
 

Comente

Nome
E-mail
Comentário
Escreva a chave:
DOUT
 abaixo