Destino Alasca

Terça-feira: Lafayette / LA - Houston / TX

25.10.2011

Viagem tranquila e com muito sol e temperatura chegando a 30ºC. É o sul que imaginávamos encontrar!

Pegamos novamente uma estrada que corre pelos pântanos, só que mais seca, com áreas agrícolas gigantescas, com grandes plantações de arroz. O impressionante foi ver a altura das pontes: a estrada atravessa lagos e rios bem próximos ao Golfo do México, e há trânsito de navios oceânicos por ali. E as pontes têm que permitir sua passagem! Dá até medo, parece uma montanha russa, você vê de longe aquela parede de estrada subindo e não dá para ver o outro lado...

Antes mesmo de chegar à divisa do Texas, em Lake Charles, há muitas, mas muitas mesmo (ou então uma absolutamente enorme), refinarias de petróleo,além de bombas de extração espalhadas pelo campo. Em diversos pontos até se sente o cheiro de gás ou de algum derivado de petróleo. Nesse momento vem à memória que o Texas é um dos grandes produtores de petróleo dos EUA, e essa região é de escoamento da produção refinada, graças à proximidade do Golfo. Isso sem contar os inúmeros vagões de trem...

E meio por acaso encerramos nossas paradas em viagem da mesma forma que começamos: nossa primeira refeição na estrada nos EUA foi num McDonald's, e a última também: precisávamos de acesso à Internet, e acabamos parando lá para resolver essa necessidade - só nos restou aproveitar para comer algo e encerrar a parte alimentar de nossa vida nas estradas norte-americanas tão mal quanto começamos.

Outra característica do Texas são as estradas, chegando a ter sete faixas em cada sentido. E os trevos são cebolões que fazem o de São Paulo parecer um cruzamento de rua de bairro em cidade do interior.

Chegando na cidade, antes mesmo de ir para o hotel, iniciamos a maratona: passamos na Schumacher Logística para discutir o despacho da moto e depois fomos alugar um carro, pois na manhã do dia seguinte a moto iria para a oficina trocar algumas peças antes de seguir para o Brasil. já com dois veículos fomos para o hotel.

 
 
 
Bookmark e Compartilhe
 

Comentários (2)

2/2/2017 20:23:19
ZHIXXG7VE
autumn, I agree we shd;nol’ut. Real problem lies when highly rated critics give a master-piece title to something which is inspired/copied. There is more grave a problem when you see that such a movie is India’s entry for Oscars!
 
28/6/2016 09:11:46
UXFVBLIYRBD
It is very clever--I just dont think you could get away with it in America. In the late 1990s my dad wrote a book about X-rays for children. The original Australian edition had a sketch of a boy having his chest X-rayed. For the US edition, his exposed nipples were deemed unplceatabce, and a singlet had to be drawn over the top. Very odd.
 

Comente

Nome
E-mail
Comentário
Escreva a chave:
BTIM
 abaixo