Destino Alasca

Quinta-feira: St. Louis, MO - Springfield, MO

13.10.2011

 
Nossa escolha de Springfield como próximo destino tem um nome: Route 66!!! Um dos trechos da mítica estrada corria de St. Louis a Springfield, e decidimos dar uma olhada nela: apesar de não termos em nenhum momento incluído a Route 66 em nosso roteiro, seria despropositado ignorá-la estando diretamente sobre ela em St. Louis.

Saímos com tempo encoberto, quase ameaçando chuva e temperatura de 17ºC. E muito vento, mas muito vento mesmo, daqueles de rajada que nunca se sabe de que lado vai empurrar a moto. E eles ainda têm os furacões para piorar a coisa por aqui. Mas depois de uma hora de viagem o vento havia levado as nuvens embora e o céu ficou azulzinho.

Pesquisando um pouco encontramos um site que nos pareceu bem interessante para planejar a Route 66, principalmente porque ele relaciona todos os pontos de interesse ao longo da estrada: www.historic66.com. Baseados na super-detalhada descrição desse site optamos por não procurar pela estrada em St. Louis. Pegamos a I-44 e saímos dela em Pacific - inclusive na placa da Interstate há indicação de que aquela saída é de acesso à Route 66!

clique na foto para ampliá-la
Centro de convenções em St. Louis  
clique na foto para ampliá-la
Sem teto ou viajante estranho?  
clique na foto para ampliá-la
Curiosas formações ao longo da Route 66  
clique na foto para ampliá-la
Route 66, na maior parte uma estrada normal  


Seguimos pela 66 de Pacific até Gray Summit, procurando identificar e fotografar as construções antigas indicadas como originais da estrada - há muitos estabelecimentos que usam o símbolo da estrada e são construídos para parecer velhos mas não são originais - e realmente encontramos o Red Cedar Inn Restaurant (que virou revendedora de carros usados, mas o prédio ainda está lá), Monroe's Diner e Wagon Wheel Motel (renovado mas preservando alguns detalhes que o ligam ao passado, como o luminoso da entrada e um carro antigo meio enferrujado ao lado da recepção).

Saímos da 66 e entramos na rodovia 44 para irmos até a Caverna Meramec que deve ser muito bonita pelo pouco que vimos na entrada, mas como a visita demoraria uma hora e meia - além do tempo de espera até o tour seguinte - ficaria muito tarde para continuarmos a viagem e desistimos de entrar.

Voltamos para a 66 para mais um trecho e depois retornamos definitivamente para a I-44 e tocamos para Springfield. A Route 66 tem 3.939 km de extensão, nem todos transitáveis. E chegamos à conclusão que não somos suficientemente sentimentais e/ou fanáticos para passar sequer um dia inteiro nela, nem pensar na estrada toda: apesar dos muitos pontos interessantes que foram preservados em diversos graus, a estrada como um todo, pelo menos aqui onde a percorremos, é extremamente chata!

Primeiro não é uma estrada que ofereça paisagens particularmente bonitas, até porque passa por tudo que é cidade e vilarejo. Depois ela serpenteia de forma completamente maluca pelas cidades do caminho, atravessando zonas residencias com limites de velocidade bem baixos e centros de cidades completamente deteriorados - os dois primeiros são interessantes, alguns seguintes pitorescos e dali para a frente são simplesmente feios. Por outro lado a sinalização chega a ser surpreendente: quase (pegamos uma ou duas falhas) cada virada da estrada é mostrada por uma placa, chegando ao refinamento de descrever diferentes traçados em diversas épocas ao longo de sua existência.

Só vimos a estrada no Missouri (e no Kansas), mas se a sinalização for assim em todo o trajeto não é tão difícil acompanhá-la. Por outro lado, sem uma sinalização como essa, ou a gente monta o roteiro todo no GPS antes de começar ou vai ficar completamente louco na estrada: as referências são por nomes de ruas ou estradas locais, muito difíceis de mapear.

Chegando em Springfield fomos para o hotel e tivemos uma agradável surpresa: havíamos reservado o Best Western Route 66 Rail Haven porque ele se apresentava no site da Best Western como um motel temático da Route 66. A primeira impressão foi bem agradável nesse sentido: Logo na frente do hotel há dois carros daquela época e duas bombas de gasolina bem antigas.

Depois, olhando as informações com mais atenção, descobrimos que esse motel realmente existiu desde 1938, e ele fica numa esquina (S. Glenstone com E. St. Louis) onde passa a Route 66. E para completar Elvis Presley se hospedou aqui em 1956! Em 1961 foi remodelado pela rede Best Western mas eles preservaram as paredes de dois dos prédios originais como lembrança. Muito legal!

Foi um dia muito bonito! Assim matamos um pouco da curiosidade a respeito da legendária Route 66 - e amanhã faremos mais um trecho em Kansas.
 
 
 
Bookmark e Compartilhe
 

Comentários (3)

2/2/2017 20:22:34
5LIDXWXLQKJ
I like the valuable info you provide to your articles. I will bookmark your blog and test again here frnqleetuy. I am slightly certain I will learn many new stuff right here! Best of luck for the following!
 
28/6/2016 15:28:03
LA0CRHGCOCEE
Great stffu, you helped me out so much!
 
29/7/2015 08:23:25
VGSQPJSH
And to think I was going to talk to sooemne in person about this.
 

Comente

Nome
E-mail
Comentário
Escreva a chave:
SEBC
 abaixo