Repórter Obrigatório

18.02.2011 - Tendaba (Gâmbia) – Cap Skiring (Senegal)

 
clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la
Iniciámos esta etapa a percorrer em sentido contrário a pista que nos conduziu ontem ao Tendaba Camp. Novamente na fronteira com o Senegal, a reentrada neste país só foi possível depois de conversations com o big boss desta região.

Tratou-se de uma operação de charme a pedido das próprias autoridades locais para seduzir a MotoXplorers a programar o destino da próxima expedição humanitária para a Gâmbia.

Na verdade, a Guiné Tour 2011 insere-se num vasto programa da Atlas, organização humanitária não governamental.

Acabou por ser relativamente rápida a transposição da fronteira e só depois da fotografia de grupo prosseguimos viagem...

Assim que reentrámos no Senegal do sul, as estradas melhoraram claramente. Há, positivamente, diferenças significativas com o Senegal ou a Gâmbia que visitámos antes... O controlo policial e militar intensifica-se, porém quase sempre sem demoras exageradas.


clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la





clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la
















clique na foto para ampliá-la
A vida animal e vegetal, essa, surpreende, mais e mais... As termiteiras, construções extraordinárias que constituem enormes formigueiros dos insectos isópteros, dominam a paisagem por vários km...

As árvores A palabre destacam-se na paisagem pela sua altura e volumetria. As demoradas discussões ancestrais terão tido lugar à sombra destas gigantes, daí a designação...

A determinada altura um bando de macacos atravessa a estrada... Aves coloridas desafiam a sua sorte rasando as motos em movimento, agora num ritmo mais acelerado...

Provámos crocodilo. Não fiquei fã... Mas gostei da visita ao cativeiro daqueles répteis...


clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la
A estrada progride sempre muito perto do Rio Casamance o que influencia, naturalmente, a paisagem... Os mangais aqui proliferam...

Nas minhas inúmeras paragens, às vezes demoradas, ouvi sons únicos provenientes da floresta que adquiriam novo significado sob a influência de quase quarenta graus... Simplesmente fa-bu-lo-so...

Eis que surge um imprevisto... A carrinha de apoio da MotoXplorers teve uma avaria a cerca de 60 km do goal, Cap Skiring, Hotel Les Paletuviers...

Até ao momento o Carlos e o Enrique ainda tentam solucionar o problema, ao que tudo indica, ao nível da bomba de alta pressão. Tão perto do destino final, Guiné-Bissau, a pouco mais de 200 Km... vamos ver...

Na chegada ao Hotel desfrutei de novo da Terranga... um grupo de empregados das instalações preparava um chá senegalês... mesmo muito saboroso. Boas acomodações capazes de nos proporcionarem um dia de repouso oportuno...

clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la
 
 
 
Bookmark e Compartilhe
 

Comente

Nome
E-mail
Comentário
Escreva a chave:
TCFT
 abaixo