Expedição Galápagos 2010

TRUJILLO A GUAYAQUIL - 660 KM - PARCIAL ACUMULADA - 3.850 KM

clique na foto para ampliá-la
 
A caminho do Equador, Pan americana com muitos caminhões e vento forte. Dica importante. Quem for pegar a Panam, faça bem cedo, e não passe das 4 da tarde. O encontro dos ventos do Pacífico, cordilheira e deserto causam um turbilhão que balançam muito as motos , e é perigoso porque elas ficam instáveis.

Cedo, os ventos são mais leves. Gasolina no Peru tem quer ser nos postos Primax, do governo. Tem muito posto sem bandeira e gasolina adulterada. A GS 800 do david pagou o preço.

Passamos pelas as 3 últimas cidades do Peru antes da divisa, Piura que o Leo apelidou de fiúra, Tumbes e Mancora.

Mancora é o maior balneário do Peru, lota no verão e é muito concorrido. Muito bonito, porque mescla cordilheira , deserto e mar, muito esporte radical, surf, rafting, trekking. É o que há no país , mas a nossa praia é Galápagos e partimos logo para a fronteira, aduana tranquila, 1 hora pra liberar a Kambada e as motos.

clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la












O Equador tem 14 milhóes de habitantes, a moeda oficial é o dolar americano e é autosuficiente em petróleo e exporta 40% de sua produção. Até chegar em Guayaquil, cruzamos por Kms de bananais, que tambem é um produto forte da economia. Chegamos 8 horas em Guayaquil e fomos surpreendidos por uma cidade cosmopolita, padrão internacional, com uma infraestrutura de turismo, talvez ,uma das melhores da América do Sul. Salas de cinema IMEX, museus, teatros,restaurantes , bairros históricos revitalizados, praças que nenhuma cidade do Brasil tem igual, pelo bom gosto, arquitetura inteligente, realmente uma grata surpresa.

Nos hospedamos no Hotel Cassino Hampton Inn, 4 estrelas e serviço nota 11. Outra dica do roteiro, fiquem em hotéis cassinos. São mais baratos que os tradicionais, porque o ganho maior deles é com a jogatina. Conselho aos brasileiros, larguem Buenos Aires , e de um pulinho a Guayaquil. É de impressionar e jamais vão se arrepender. Merece, depois, um capítulo especial. O Equador é um espetáculo de país, escondido nos Andes e sem fronteira com o Brasil. Vale a pena conferir.

Fomos jantar no restaurante do Hotel Intercontinental, para comemorar o aniversário do David, um grande companheiro e caráter. Fico muito feliz de ter como companheiros de jornada, uma turma tão legal e solidária, sem miséria, sem reclamarem de nada. Tudo pelo coletivo, democracia. A viagem fica prazerosa pois sempre passamos por muitas dificuldades durante o percurso e a Kambada é 10, sem falar que todos são profissionais da motoca.

Achamos que o David ia pagar a conta de U$ 600 do jantar faraônico regado a lagostas e vinho frances, mas o que ele pagou pra gente foi mico. Levamos o menino carregado pro Hotel, rimos prá Carajjo da situação, como dizem aqui.

clique na foto para ampliá-la
clique na foto para ampliá-la
Queremos agradecer a todos que nos acompanham pelo carinho e demostrações de apoio.Não só o pessoal de nossa Belo Horizonte, mas de todo Brasil, México e Portugal, através do site Rotaway, do amigo Eduardo Wermelinger do Rio de janeiro e do site www.pisteiros.com.br, do amigo paulista Evandro Dalben, que nos dão o prazer de relatar nossa Expedição. Por isso nos sobra animo para atualizar os acontecimentos até às 3 da matina , depois de uma jornada árdua em cima da moto.


AMANHÃ PESSOAL, ARQUIPÉLAGO DE GALÁPAGOS, nosso objetivo principal.
 
 
 
Bookmark e Compartilhe
 

Comentários (1)

3/2/2017 00:51:19
YMSNUBGE9QYY
And MikeB do you provide any information, data or support for Wieernmutt's study?Do you show why/how he is knowledgeable on firearm crimes?Can you read the words that are written and comprehend what they are saying?He has no expertise in the subject that he is writing about, NONEIf, and I highly doubt you will, you respond, try providing evidence that either of you know the first things about what makes a firearm illegal.
 

Comente

Nome
E-mail
Comentário
Escreva a chave:
OCNJ
 abaixo